17/05/2015

Discentes do curso Ciências Atmosféricas da UFOPA visitam comunidade de Jamaraquá e estação convencional do INMET em Belterra.

Escrito por: Ciências Atmosféricas UFOPA | Horário: 12:09 | Arquivo:
No sábado, 25 de abril de 2015, discentes do curso 'Ciências Atmosféricas' da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), fizeram aula de campo da disciplina 'Instrumentação Meteorológica e Métodos de Observação'. O objetivo da aula era conhecer primeiramente a Estação Convencional do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), localizado a cerca de 44km de estrada de Santarém.

A saída foi do Instituto de Engenharia e Geociências (IEG) até a cidade de Belterra, onde a Estação se localizara.


Estação Convencional INMET - Belterra.

A estação é composta de vários sensores isolados que registram continuamente os parâmetros meteorológicos (pressão atmosférica, temperatura e umidade relativa do ar, precipitação, radiação solar, direção e velocidade do vento, etc), que são lidos e anotados por um observador a cada intervalo e este os envia a um centro coletor por um meio de comunicação qualquer.


Pluviógrafo - Precipitação - INMET - Belterra.

Visita a Comunidade de Jamaraquá

Na ocasião, a turma viajou mais 25 km até a comunidade de Jamaraquá, a beira do rio Tapajós, onde novamente visualizaram uma pequena estação micrometeorológica do projeto LBA (Laboratório de Física e Química da Atmosfera).

Sensores na micro estação de Jamaraquá - Belterra.

Objetivos:
- Aprender a demarcar uma área de estudo e conhecer suas especificidades.
- Entender fatores do sistema de pesquisa da coleta de dados.
- Registrar as devidas observações.


Professor Raphael (de azul claro) e parte dos Discentes do Curso CA -UFOPA.

Comentário:

O estudo de campo permite observar um determinado local e/ou situação, observando uma realidade e, se necessário, buscando soluções para um problema específico.



Por Equipe CA

google+

linkedin